Últimas

Post Top Ad

Your Ad Spot

O último testamento do Blind Pigs, uma das bandas mais importantes da cena punk rock

Blind Pigs lança seu último testamento punk [Foto: Tinho Sousa]

Blind Pigs

Lights Out
⭐⭐⭐⭐ 4/5

Por  Ricardo Cachorrão Flávio 


“O BLIND PIGS ACABOU, MAS DEIXOU UM ÚLTIMO TESTAMENTO”, é a chamada para o release do novo trabalho da banda punk barueriense BLIND PIGS, recém-lançado numa colaboração entre os selos Hearts Bleed Blue, Neves Records e Detona Records, nas plataformas digitais, e também em CD e vinil 10”. O álbum foi gravado entre 2013 e 2015, antes do falecimento do guitarrista Fabiano e a saída do guitarrista Christian Targa, o Gordo, que decretou o final da banda.


De lá pra cá, Gordo se divide em dois projetos bem bacanas, a banda instrumental surf punk SURF ALIENS, e a banda de punk rock O PREÇO, enquanto os outros quatro rapazes da banda, Henrike Baliú, Mauro, Galindo e Arnaldo montaram a excelente banda ARMADA, que vem lançando excelente material.


Lights Out traz 8 faixas carregadas de energia e qualidade acima da média do que encontramos no punk rock nacional – o DIY – Do It Yourself é legal – mas a molecada que se dedica ao punk rock não precisa fazer tudo mal feito, pode-se tocar distorcido e gritado, mas, com esmero e bem feito.


O disco trás três faixas próprias, todas em inglês, algo que haviam parado de fazer em 2008, que são as ótimas “Restless Resistance”, ”Not Dead Yet” e ”Steel Toe Judges” e cinco covers que são influencias que eles tiveram na formação da banda, “Real Enemy”, da banda OI The Business, que faria parte de um tributo europeu para a banda, que nunca se concretizou, e outras quatro faixas que foram gravadas com o intuito de lançarem um EP em tributo ao hardcore punk dos anos 80, que são “Misguided Memories” (The Freeze), “New Generation” (Zero Boys), “God Damn Job” (The Replacements) e a faixa título “Lights Out” (Angry Samoans).


Questionado sobre uma possível volta da banda a ativa, Henrike desconversa e afirma que hoje não existe essa intenção, pois tanto ele como Mauro, Galindo e Arnaldo estão felizes com o rumo tomado pela ARMADA e, Gordo também está feliz em seus projetos, mas, deixa no ar a possibilidade “nunca diga nunca”.


Em resumo, curto e grosso, é um discão!

Post Top Ad

Your Ad Spot