Padrinho do grunge, Chris Cornell fascina fãs no Rio com duas horas de clássicos

Por | 05:32 Deixe seu comentário
Foto: Reprodução Internet
Cornell desfilou sucessos em mais de duas horas de show acústico
Por Rafael Rodrigues

Os fãs que foram na noite quente e chuvosa desta quinta-feira (08), ao Teatro Bradesco, no Rio, para ver a "Acoustic Higher Truth World Tour" de Chris Cornell, certamente não se decepcionaram. Embora com um formato acústico, como da última vez em que esteve em terras tropicais, o cantor sabe exatamente como usar o intimismo a seu favor e, principalmente, a favor de sua voz.

Com um setlist generoso (26 músicas), o simpático e falante vocal do Soundgarden, Audioslave e Temple of the Dog desfilou por clássicos de suas antigas bandas, assim como de seus discos solos anteriores. Destaque para o ótimo 'Euphoria Morning', onde "Can't Change Me" e a beleza melancólica de "When I'm Down" deram o tom.

Do novo álbum, aclamado pela crítica, se destacaram a radiofônica "Nearly Forgot My Broken Heart", "Before We Disappear", que abriu o show e, claro, para fechar, a faixa título "Higher Truth". Pegando carona na miniturnê americana feita com o super grupo Temple of the Dog, rolaram ainda "Wooden Jesus", a exuberante "All Night Thing" e o grande clássico grunge "Hunger Strike". 

Como não podia deixar de ser, os antigos e nem tão novos fãs do cantor se deliciaram com sucessos do lendário Soundgarden e do saudoso Audioslave. Lá estiveram "Rusty Cage", "Blow Up the Outside World", "Like A Stone", "Doesn't Remind Me" e, claro, "Black Hole Sun".

Cornell teve a companhia destacada do músico Brian Gibson que, em diversas faixas, o acompanhou no violoncello, piano e até mesmo bandolim, com destaque para o estrondoso solo feito no superhit "Black Hole Sun". 

Para o formato acústico escolhido, a plateia manteve mais comportada, e não era de se esperar nada diferente. Porém, em momento algum o público foi frio, se envolvendo com os grandes sucessos cantados.

Os anos têm feito bem a Cornell. Por vezes ouviu-se dizer que o cantor era melhor no estúdio do que ao vivo. É fato que algus tons não são mais alcançados pela já rodada voz do cantor de Seattle, mas é nítido que ele sabe dosar seu fôlego para levar um show perfeitamente bem. A escolha de um formato acústico facilita essa tarefa.

O lance é que os mitos do Rock estão ficando para trás, e Cornell é um desses. Qualquer chance que tiver de vê-lo não deve ser desperdiçada, pois se trata de uma das maiores e mais icônicas vozes da história do rock. 

Segue abaixo o Setlist completo: 

1- Before We Disappear
2- Can't Change Me
3-'Til the Sun Comes Back Around
4- Nothing Compares to You (Prince cover)
5- Nearly Forgot My Broken Heart
6- Improvisation (com base na música "Seasons", que depois foi tocada na íntegra)
7- The Times They Are A-Changin'(Bob Dylan cover)
8- Josephine
9- Fell on Black Days (Soundgarden)
10- Thank You (Led Zeppelin cover)
11- Doesn't Remind Me (Audioslave song)
12- Wide Awake (Audioslave)
13- Like a Stone (Audioslave)
14- Wooden Jesus(Temple of the Dog)
15- All Night Thing (Temple of the Dog)
16- Blow Up the Outside World (Soundgarden)
17- When I'm Down
18- Let Your Eyes Wander
19- I Am the Highway (Audioslave)
20- Rusty Cage (Soundgarden)
21- Black Hole Sun (Soundgarden)
22- Getaway Car (Audioslave)
23- A Day in the Life (The Beatles Cover)

Bis:
24- Hunger Strike (Temple of the Dog)
25- Seasons
26- Higher Truth
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários :