Últimas

Post Top Ad

Your Ad Spot

ENTREVISTA: Eagle-Eye Cherry fala sobre novo álbum e planeja voltar ao Brasil em 2022

Eagle-Eye Cherry divulga novo single e novo álbum está vindo aí

Eagle-Eye Cherry já tem um punhado de canções para o seu próximo disco, que tem previsão de lançamento no início do próximo ano. Na verdade, ele revela que tem praticamente dois álbuns construídos. "Vai ser um desafio! Porque eu fiz cerca de metade do álbum em março do ano passado, com a mesma sonoridade que vinha fazendo ultimamente. Mas com esse tempo que surgiu, ficando em casa sentado, sem fazer nada, eu acabei escrevendo mais um monte de coisas, de diferentes sons e vibração. Agora tenho que decidir qual álbum fazer! E eu realmente não sei qual fazer! (risos)", disse em entrevista ao Rock On Board, por chamada de vídeo.

A decisão terá que ser rápida, já que ele confirma que estará em estúdio agora após o verão. De todo modo, uma coisa é certa, seja qual for a escolha do caminho para o próximo disco, uma canção já foi apresentada: "I Like it". A música traz uma vibração nostálgica, algo que influenciou Eagle-Eye quando ainda era um garoto. Ele diz que o punk rock foi uma das suas grandes paixões na época.

"Quando eu era jovem, comecei a comprar minha própria música em vinil. O primeiro que comprei foi o "London Calling" do The Clash. Depois comprei um monte dos Ramones, que era uma das minhas bandas favoritas. Então esse tipo de vibração encontrou seu caminho em algumas das minhas músicas novas. Não é exatamente isso que eu estou tocando. Mas a energia me inspirou. A franqueza dessas músicas", explicou.

"I Like It" vem acompanhada de um vídeo clipe, que mostra o artista dividido entre duas realidades. O clipe mostra Eagle-Eye num ônibus de turnê fazendo as famosas festinhas na estrada contrastando com cenas de solidão pura. Ele afirma que a influência para o roteiro veio de seus tempos morando no Brooklyn. Hoje, ele está residido em Estocolmo, Suécia.

"A própria letra é sobre a minha juventude no Brooklyn, no meu primeiro apartamento, onde a minha vida era apenas uma grande festa. Eu basicamente estava na melhor cidade do mundo, me divertindo todas as noites. Quando a ouvi de novo, um tempo depois, ela ganhou um novo significado pois estávamos vivendo trancados em casa por conta da pandemia. E todo mundo está morrendo de vontade de sair de casa, se divertir, ver seus amigos, festejar. E no vídeo eu queria mostrar esse contraste, que é eu me divertindo no ônibus e algo que eu sinto falta de fazer na turnê, e no outro a sensação de estar isolado"


Para assistir o clipe de "I Like it", de Eagle Eye Cherry, basta CLICAR AQUI.


Para a maioria das pessoas no mundo inteiro, Eagle-Eye Cherry é reconhecido pelo sucesso do superhit "Save Tonight" [Não lembra da música? CLIQUE AQUI]. Canção que ajudou a catapultar seu álbum de estreia, Desireless, que vendeu mais de 4 milhões de cópias no planeta e rendeu disco de platina nos EUA e ouro em boa parte da Europa. E qual seria a relação dele com esse hit, mais de 20 anos depois?


"'Save Tonight' é como um melhor amigo, que sempre cuida de mim, olha pra mim. Pois nós passamos por muitas coisas juntos. A diferença entre eu esta música, é que eu acho que a música é para viver mais do que eu. Ela vai sobreviver a mim e este é o maior sonho de todo compositor. Escrever uma música que sobrevive ao teste do tempo. Fico muito feliz de ter escrito isso. Uma música que ainda hoje, tem vida própria", definiu.


Parceria com Santana em "Supernatural"

 

Um dos assuntos da entrevista foi a parceria com Santana num dos álbuns mais bem sucedidos da carreira do guitarrista mexicano: Supernatural. Eagle-Eye Cherry participa na faixa "Wishing it Was". Quando perguntado sobre a participação no álbum e sua relação com a música latina, ele confessa:


"Eu nunca pensei em fazer nada naquele clima, exceto quando eu trabalhei com Carlos (Santana). Essa é uma pergunta interessante. Eu adorei ouvir. Mas eu estou bastante feliz na minha pequena bolha de sons que eu faço. Claro que é divertido participar de projetos como esse do Santana. Receber um telefonema de Carlos Santana perguntando se eu quero fazer parte do álbum, é claro que a resposta é "sim". E algo interessante daquele álbum é que tinha muitos sons diferentes e artistas de diferentes tipos de música, mas assim que Santana começa a tocar sua guitarra, é uma música de Carlos Santana, não importa quem esteja participando".


Conexão com o Brasil


Mas se há uma coisa que Eagle-Eye Cherry pode considerar um fenômeno, é a sua relação com o Brasil. Ele já perdeu a conta de quantas vezes veio se apresentar aqui. Para ter uma ideia dessa assiduidade, ele chegou a tocar dentro do reality show global, Big Brother Brasil, em 2010, e decidiu gravar um DVD ao vivo no Circo Voador (RJ). Questionado se tem algum segredo para essa relação de sucesso com o nosso país, ele brincou: "Brasileiros têm muito bom gosto musical (risos)", completando em seguinda: "Eu amo o Brasil. Melhor lugar do mundo, com boa música, boas pessoas, boa comida, ótimo clima. Brasil é o único lugar que eu volto de dois em dois anos até mesmo quando não estou gravando discos ou promovendo turnês, porque eu amo esse lugar. Eu falo para o meu empresário: quero fazer alguns shows, me leve para o Brasil. E assim construímos uma boa relação com os fãs.


Ainda assim, ele sonha em poder vir ao país de uma forma diferente. Ele quer "turistar" pelas nossas cidades. Pensa inclusive em ter a oportunidade de gravar algo com uma banda local. "Uma coisa que eu nunca fiz é ir ao Brasil como turista. Sempre fui como artista para fazer shows. E eu preciso fazer isso. Ir visitar os lugares bonitos que tem por aí. Também gostaria de ter um tempo para ouvir música, conhecer suas bandas, entende? Talvez faça algumas gravações..."


Mas e os shows?


"Eu vou esperar até o início do ano que vem. Pois ainda há vários pontos de interrogação nesse momento. Países abrindo e fechando novamente, muitos shows que foram cancelados e que precisam ser reproduzidos, porque os ingressos já foram vendidos. Então estamos planejando marcar a turnê europeia em março, depois fazer os festivais, depois o Brasil. Então acho que vai demorar mais um pouco. Mas eu espero chegar no Brasil até o fim do próximo ano", prometeu.

Post Top Ad

Your Ad Spot