Últimas

Post Top Ad

Your Ad Spot

Wolfgang Van Halen e Mammoth WVH: a banda de um homem só que deu certo!

Wolfgang Van Halen estreia em estúdio com Mammoth WVH
 

Mammoth WVH

Mammoth WVH
⭐⭐⭐ 4/5

Por  Rosangela Comunale 


Para os fãs de hard rock, fica a dica que nem chega a ser um spoiler, mas vale como precaução: não ouçam o álbum homônimo de estreia do Mammoth WVH com a esperança de escutar canções que seguem o o estilo que consagrou os irmãos Van Halen. A banda de um homem só, no caso,  Wolfgang Van Halen, parece mais querer exatamente o contrário. 


Tocando todos os instrumentos, Wolfie, como era chamado por seu pai Eddie Van Halen, falecido em outubro de 2020, nada mais reflete tudo aquilo que viveu em seus 29 anos de existência musical e terrena. Ele se reafirma como  músico virtuoso formado na infância quando ia aos ensaios do Van Halen onde seu tio Alex também tocava. Portanto, como a Música está realmente no sangue da família, não é de se surpreender em ver o talento nato de Wolfgang por todas as faixas do álbum que já alcançou a 15ª colocação na Billboard Top 200. Nada mal para quem é um estreante, não acham?


Fiel à trajetória vivida até agora, Wolfie inicia e acaba o disco fazendo referências ao pai  respectivamente com "Mr. Ed" e a melancólica "Distance", primeiro single com um clipe em formato de carta aberta, imagens de arquivos de família e que termina com uma mensagem de voz de Eddie para Wolfie. Mas não tão fiel assim é a consistência musical da obra que ganhou um rock and roll digno de ter sido gerado lá pelo início dos anos 2000 e cheirando a um mix de Creed, Linking Park e, pasmem, Foo Fighters


Destaque para "You´ll be the One" que conta com uma guitarra marcada, dialógica e sorridente que até dá para lembrar de quem ele é filho. "Resolve" já desconstrói tudo e deixa o ouvinte bugar (sim, aconteceu comigo) achando que está ouvindo outro artista ou que escuta alguma trilha sonora de novela.


Fazendo jus ao nome de batismo, dado em homenagem ao mestre Wolfgang Amadeus Mozart,  eis que surge "Circles" que nos traz uma alusão à música clássica com um vocal soturno bem middle nineties, uma mistura que até que ficou harmoniosa. 


"Don´t Back Down", single novo, já tem um clipe de uma apresentação ao vivo com a banda que acompanhará Wolfie na estrada. Ele ficará na guitarra e nos vocais enquanto será acompanhado pelos guitarristas Frank Sidoris e Jon Jourdan e o baixista Ronnie Ficarro, além do baterista Garrett Whitlock. 


Recentemente foi anunciado que Mammoth WVH vai abrir para o Guns N' Roses numa turnê que está programada para começar no dia 31 de julho em Hershe e vai até 3 de outubro com um show em Hollywood, na Flórida.


Quanto ao nome da banda, trata-se, mais uma vez, de uma referência ao progenitor: para quem não sabe, era este o nome do Van Halen lá nos primórdios. Sonoramente, o disco, disponível nas plataformas digitais, não surfa nas mesmas ondas familiares mas é uma verdadeira ode a Eddie Van Halen que, com certeza, onde quer que esteja, deve estar dando aquele sorrisão largo todo coruja do filho a quem tanto incentivou na música.

Post Top Ad

Your Ad Spot