Últimas

Post Top Ad

Your Ad Spot

"Vagando Por Aí" expõe realidade underground e apresenta cena punk da Bahia

O underground do interior baiano é apresentado aos leitores de "Vagando Por Aí"
Por  Ricardo Alfredo Flávio 

Voltando no tempo, lembro que há dez anos, eu estava na casa do Redson, guitarrista e vocalista do Cólera, uma instituição e das mais importantes bandas de punk rock do país, e, entre uma cerveja e outra, ele me falava empolgado da turnê de 30 anos da banda, com a ideia de levar um show comemorativo para todo o país. A turnê começou e foi andando em toda cidade onde foi possível, mas, a grande surpresa foi que, dois anos depois – com a turnê ainda acontecendo, Redson me disse todo empolgado: “Cachorrão, já tocamos em todo lugar, mas man, nada foi tão gratificante quanto chegar na Bahia e tocar em dois lugares, Simões Filho e Vitória da Conquista”!

Foi um choque, perguntei, mas, existe punk no interior da Bahia?

Ele, ainda empolgado, disse pela primeira vez um nome que me marcou: “Tocamos na festa de 10 anos da CAMA DE JORNAL, uma banda de Vitória da Conquista, punk rock direto e honesto, e o vocalista dessa banda virou nosso amigo, deu uma puta força na turnê, é o Nem”.

Ouvi alguma coisa da banda, achei legal, e a tragédia se abateu sobre o punk rock pouco depois, Redson faleceu em setembro de 2011. Pouco após o enterro, estive junto da banda ajudando na organização de um tributo, onde vários amigos de inúmeras bandas dividiram o palco com os remanescentes e tocaram canções do Cólera, entre os amigos, veio Nem, numa cansativa viagem de ônibus direto de Vitória da Conquista até São Paulo, prestar sua homenagem ao amigo.

Conheci o cara, trocamos contato e desde então, sempre nos falamos. Pouco mais de um ano atrás, soube da novidade, que ele já estava com um livro praticamente pronto, contando toda a sua história, da infância ao punk rock e como isso mudou sua vida.

E muita presunção acreditarmos que o rock brasileiro se faz aqui no eixo Rio-SP. Emanuel Paulo Moraes Santos, o NEM TOSCO TODO, conta em “VAGANDO POR AI”uma bela história baseada no FAÇA VOCÊ MESMO, todas as dificuldades e alegrias de montar sua banda, organizar eventos, gravar discos e ser um grande agitador cultural, exemplo para muita gente do Sul maravilha, que reclama muito e faz pouco. Força Nem, e siga em frente, forte e grande é você!

Interessados, procurem direto com o autor: https://www.facebook.com/nem.toscotodo

Post Top Ad

Your Ad Spot