domingo, 31 de agosto de 2014

Ultraje A Rigor promove coletânea de alto nível em Vivo Rio lotado

Foto: Bruno Eduardo

Por Bruno Eduardo

Esqueça toda aquela baboseira de twitter. O roqueiro Roger à frente de seu Ultraje é um senhor ainda capaz de proporcionar catarse coletiva em qualquer canto do país. No Rio, não foi diferente. Aproveitando-se de um repertório incontestável, o grupo enfileirou sucessos e fez a alegria de um público geração Ploc. Ao som de "Independente Futebol Clube", o Ultraje A Rigor iniciou o seu show de coletânea anos oitenta com hinos do quilate de "Sexo", "Pelado", "Nós Vamos Invadir Sua Praia", "Ciúme" e "Filha da Puta". Embora seja um show de repertório previsível, há algumas sacadas legais: "Marylou", por exemplo, virou um reggae, e "Maximillian Sheldon" uma trilha de virtuose desacerbada. 

Os óculos denunciam a idade, mas o riff de "Inútil" continua fresco como nunca nas mãos de Roger. Por falar nisso, é sempre bom lembrar: O Ultraje A Rigor não é apenas uma banda de repertório, eles são bons músicos individuais! O baterista Bacalhau (ex-Little Quail e Rumbora) e o guitarrista Marcos Kleine (dois monstros!) - se destacam nesse (bom) time.

Foto: Bruno Eduardo

O show desta noite comprova também que o grupo não se incomoda de bater no datado. Aqui não há espaço para lados B ou alguma experiência inédita. Quando resolvem sair do convencional, se refugiam em improvisos bluesy ou convidam amigos para jam sessions no palco - resultando em duas diferentes versões de "Johnny B. Goode" e uma releitura da Legião Urbana, com Léo Jaime no vocalQuando o assunto é tocar cover, o Ultraje  também não foge da raia. Entre o punk dos Ramones ("Sheena is A Punk Rocker") e o heavy do Black Sabbath ("Paranoid"), o destaque ficou para o vocal de Ricardinho, na enérgica "Long Tall Sally" de Little Richard.

Resumindo a noite de cantoria quase interminável: É um show imperdível! Não porque é um greatest hits, mas porque os sucessos continuam a fazer sentido trinta anos depois.    

Foto: Bruno Eduardo

0 comentários:

Postar um comentário