Header Ads

test

Discos: Bogotah (Um Brinde Ao Fim do Mundo)

Foto: Nebula Filmes
Bogotah acaba de lançar o clipe da faixa "Eu Sou o Caos"
BOGOTAH
"Um Brinde Ao Fim do Mundo"
Independente; 2016
Por Bruno Eduardo


A cena metal nacional está em grande fase. Isso porque as bandas não possuem mais aquele conceito básico e uniforme do gênero que sempre culminou em tentar soar true acima de tudo ou então ficar tentando reproduzir alguma cartilha gringa, como se isso fosse o principal objetivo de um trabalho autoral. 

Hoje é possível ouvir uma gama de bandas brasileiras que seguem um caminho paralelo ao que se definiu um dia como heavy metal. Fugindo desse roteiro datado, temos bandas que já possuem destaque no cenário alternativo como as ótimas Project 46, Confronto e Hatefulmurder. É nesta estadia sonora que está a carioca Bogotah. O primeiro disco do grupo representa essa nova leitura do gênero e traz material instintivo e muito bem aproveitado pela qualidade dos músicos.

'Um Brinde Ao Fim do Mundo' é um trabalho conceitual, que tenta retratar a visão de uma sociedade que vive em eterna crise de harmonia. Na tentativa de dar mais ênfase ao epílogo, os caras resolveram apresentar as faixas como capítulos, onde tudo segue num caminho bem direcionado e de fácil compreensão. A epopeia do caos começa na ótima "Liberto o Monstro", que é talvez a mais padrão para o gênero - com vocais guturais, distorção no talo e bateria forte. No entanto, podemos afirmar que o roteiro da Bogotah segue um caminho cheio de boas sacadas no que se trata de metal - e a grande virtude da banda foi traduzir suas influências de forma honesta em canções que primam pelo thrash dos anos oitenta e guitarradas à la Zakk Wylde. Assim são as faixas "Em Nome da Paz", e "Eu Sou o Caos" - ambas permeadas por riffs e batidas tribais. 

Para não dizer que tudo aqui é soco na orelha, o disco abandona um pouco o turbilhão de decibéis na parte final, com a dobradinha "Liberdade" e "Heróis e Apocalipses Pessoais", que trazem vocais mais limpos e violões ao roteiro. Mesmo assim, 'Um Brinde Ao Fim do Mundo' é uma pedrada íntegra e muito bem resolvida, que no fim das contas soa como uma resposta em alto nível para quem duvida da força do metal nacional. 

Recentemente, a banda lançou o clipe da faixa "Eu Sou o Caos", que pode ser conferido abaixo.

Um comentário: