quarta-feira, 10 de junho de 2015

Circo Voador volta à Praia do Arpoador para homenagear Cazuza


Para celebrar Cazuza, o Circo Voador volta com sua lona original à Praia do Arpoador e apresenta programação com atividades culturais gratuitas. O projeto é marcado pelo lançamento da edição “re-colour” em homenagem aos 30 anos da música “Exagerado”, de Cazuza. Essa nova versão celebra o primeiro single da carreira solo do cantor, contando com a sua voz original, em uma produção musical de Liminha e programações de Kassin, além da participação de João Barone e Dado Villa Lobos.

Ao longo dos três dias, o projeto contará com shows das bandas Suricato, Dônica e Blitz, além da superbanda Todos Envolvidos, formada por artistas que fazem parte da história da música brasileira, como Liminha, Dado Villa-Lobos, João Barone, Kassin e Toni Platão. Também estão programadas oficinas infantis voltadas para circo, teatro, capoeira, apresentação de filmes e documentários, além da apresentação do grupo “As Marias da Graça” e de Chacal lendo sua poesia da “História dos 25 anos do CEP 20.000″. 

No primeiro dia do evento, a programação inclui uma homenagem a Cazuza, no ano em que a canção “Exagerado” completa 30 anos. Logo depois, a superbanda Todos Envolvidos fará um pocket show de uma hora com hinos do rock nacional.

Ainda no dia 12 de junho, será exibido o filme estrelado por Emílio Dantas, ator que protagonizou o musical Cazuza, com direção de Nico Perez Veiga e Luisa Kracht e produção da PBA Cinema.

Toda a programação é gratuita e os ingressos para os três dias do Circo Voador no Arpoador serão distribuídos mediante senhas, a partir das 10h, no dia 8 de junho. Mais informações estão disponíveis no site do evento.

O Circo Voador na Praia do Arpoador

No inicio dos anos 80, o Rio de Janeiro “efervescia” na pedra do Arpoador, com sua vista estonteante, de onde todos aplaudiam o pôr do sol. Foi ali que aterrissou, no verão de 1982, uma grande tenda de lona azul com o nome de “Circo Voador“. O espaço tornou-se mitológico, transformou vidas e jogou luz em toda uma geração. Cazuza estava lá: personagem ímpar desta história, que há 30 anos lançava o hit “Exagerado” em seu primeiro LP solo, logo após sair do Barão Vermelho para assumir sua fulminante carreira.

Criado em 1982, o espaço carioca consagrou grandes nomes e transformou para sempre a cultura do Rio de Janeiro. Foi responsável por alavancar muitos grupos de teatro e bandas de rock, hoje consagrados. O primeiro passo do Circo foi dado a partir dos cursos ministrados pelos integrantes do grupo “Asdrúbal Trouxe o Trombone”, fundado por Regina Casé e Luis Fernando Guimarães, tendo como integrantes Patrícia Pillar, Patrícia Travassos, Evandro Mesquita, Perfeito Fortuna, Cacá Dionísio (sonoplastia), Nina de Pádua, Cazuza e Gilda Guilhon.

Programação:

Dia 12: show em homenagem a Cazuza e da  banda “Todos Envolvidos” com Liminha, Kassin, Toni Platão, Dado Villa-Lobos e João Barone. Além de festa com o coletivo “Vinil e arte”.

Dia 13: oficina infantil de circo acrobático, com Amaralina Fagundes, oficina de ritmos populares com grupo Quizomba! Fórum de idéias com Maria Juça, Jamari França e Luiz Antônio Mello  com o tema  “Um palco, uma rádio, um festival: em cena o rock brasileiro e a representação da juventude dos anos 80″. Shows com as bandas Dônica, Suricato e Blitz além dos Djs do coletivo “Vinil e arte”.

Dia 14: oficina de Capoeira, teatro infantil com as Marias da Graça, Poesia com Chacal ( Cep 20.000), Fórum “Brasil, que país é este: Cazuza, Renato Russo e a transição democrática″, com Mário Luis Grangeia, Perfeito Fortuna, Arthur Dapieve e Jamari França. Baile do Almeidinha de Hamilton de Holanda com participações de Roberta Sá, Gabriel Moura, Bnegão. Djs do coletivo “Vinil e Arte”.

0 comentários:

Postar um comentário