Header Ads

test

Versão deluxe de 'Appetite For Destruction' é o melhor Guns N'Roses que você pode ter hoje

Guns N´Roses em 1987, mesma formação que gravou Appetite For Destruction
Por Bruno Eduardo

Quando os Guns N'Roses surgiram nos anos oitenta, eles ganharam um maior destaque exatamente por serem considerados o ponto mais sujo e ousado que você poderia encontrar na vibrante e glamourosa cena de Los Angeles - que na época era representada por grupos como Poison, Mötley Crüe e Ratt. Por alguns anos, Axl Rose, Slash, Duff McKagan, Izzy Stradlin e Steven Adler viveram o que os fãs acreditam ser o conto real de todo rockstar: aquela aventura diária com sexo, drogas e shows em becos enfumaçados. Foi exatamente neste período que surgiu o melhor Guns N'Roses que o mundo do rock poderia ter tido um dia: o Guns de Appetite For Destruction.

Já se passaram mais de 30 anos desde que a banda lançou aquilo que todo mundo chama de "seu álbum de referência". Basta dar um breve passeio em listas classic rock das principais plataformas digitais, e lá estarão músicas como "Welcome To The Jungle", "Paradise City" e "Sweet Child O'Mine". O lançamento de uma versão expandida do disco, com raridades e nova masterização não chega a ser nenhuma novidade nos dias de hoje. No entanto, este é um relançamento justo e necessário. Afinal, ele soa como uma afirmação enfática de que sim, essa banda perigosa que seus fãs adoram se vangloriar, realmente existiu.

Seria redundante falar sobre a importância do álbum numa época em que ele já deveria estar excessivamente consumado, mas essa é realmente a melhor coisa que você tem que fazer após ouvir mais uma vez, na íntegra, um conjunto de doze faixas não erráticas, que é o caso de Appetite for Destruction. O disco estréia de uma das bandas mais festejadas da história do rock, ainda segue fino, e você pode encontrá-lo facilmente na mesma prateleira de tantos outros clássicos do rock, como Toys In The Attic, do AerosmithNevermind The Bollocks do Sex Pistols, ou Beggars Banquet, dos Stones, por exemplo. 

No entanto, há um fator característico neste disco, que não pode ser desprezado. Ele é até hoje uma pedra de salvação para o grupo liderado por Axl Rose. A sobrevivência da marca Guns N'Roses, assim como a manutenção de seu legado está essencialmente correlacionada ao disco. Principalmente pelas canções. Embora exista uma aura cósmica em cima da história original do grupo envolvida em Appetite, o fato é que todas as músicas funcionam perfeitamente bem. É um disco que te balança desde os primeiros acordes de "Welcome To The Jungle", e segue te balançando até o último suspiro de "Rocket Queen" - canção sobrevivente da época mais embrionária da banda, dos tempos em que seguiam batendo cabeça por aí com o nome de Hollywood Rose. O fato é que Appetite For Destruction merece ser defendido sempre. Inclusive pelos maiores inimigos de Axl Rose.   


A versão mais simples de Appetite For Destruction Deluxe Remastered [que também está nas principais plataformas digitais] vem com apenas dois CDs. No disco um, você tem o álbum original remasterizado. Que mesmo sendo uma prática que não agrada os conservadores e audiófilos, funciona legal aqui. Há verdadeiramente um realce das guitarras, que parecem soar de forma mais estereotipada. Já no disco dois, há uma coleção de versões adicionais - incluindo o que seria o segundo disco oficial da banda (GN'R Lies), e o que poderia ser chamado de pré-álbum, registrado em sessões no Sound City, em 1986, onde é possível ver a evolução sonora do grupo. As canções que um dia seriam lapidadas para o disco original, aparecem com um ritmo ligeiramente mais lento, e há alguns detalhes interessantes para os fãs. O box completo tem fotografias, livretos, cópias de bilhetes e outras coisas [confira no vídeo acima]

O caso é que Appetite For Destruction traz a banda mais perigosa do planeta em seu momento mais visceral. E o melhor: tem o adicional material ao chegar remodelado numa caixa generosa com dezenas de faixas bônus. Então mesmo que você seja daqueles que não suportam mais ouvir a guitarra melosa de Slash em "Sweet Child O' Mine", uma nova audição desse luxuoso Appetite For Destruction te mostrará o lado mais encardido desta banda que hoje aparece protegida por palcos gigantescos e luzes pirotécnicas. E pode acreditar: este relançamento de 1987 continua sendo até hoje o melhor Guns N'Roses que eles poderiam te dar um dia.

Nenhum comentário: