Header Ads

test

"Levante", novo trabalho do OdioSocial, é hardcore raiz com tudo o que tem direito

OdioSocial está de volta com a pedrada "Levante"
Por Ricardo Cachorrão Flávio

Chegando à maioridade em 2018, a molecada da OdioSocial – grafado assim mesmo, junto, sem acento, com O e S maiúsculos, trás a tona o petardo “Levante”, trabalho que vem sendo pensado e preparado pelos meninos há um ano e meio, no mais absoluto DIY (Do It Yourself – Faça Você Mesmo), correria monstra entre camaradas, parceiros do Brasil e de fora, e vários selos que se cotizaram e possibilitaram que chegasse ao mercado um trampo bem feito, com capricho na parte gráfica e, principalmente, muito bem gravado, que mostra que ano a ano o OdioSocial vem se destacando e tornando cada vez mais um dos grandes nomes do hardcore paulistano e, por que não? Brasileiro!

A banda foi formada no ano 2000, na periferia de São Paulo, a princípio para curtição e zoeira, como a grande maioria das bandas nasce, mas que com o tempo foi ficando uma brincadeira séria. O interessante é que mesmo sendo curtição, os moleques sempre se importaram em registrar tudo o que era feito, e já em 2000 gravaram sua primeira fitinha K7.

Quando lançaram a cacetada “Jovens Mortos Não Fazem Nem Contam Histórias”, CD de 2014, seguiu-se a primeira turnê europeia, já em 2015, em que Leandro (guitarra e vocal), Fábio (baixo e vocais) e Douglinhas (bateria e vocais), formação consolidada desde 2009, se meteram. No Velho Continente, aumentaram os contatos e parcerias, aprenderam muito de como funciona o underground por lá e trouxeram esse conhecimento para o Brasil, onde foram ampliando os horizontes e tocando cada vez em mais praças diferentes.



Em 2017 fizeram a segunda turnê europeia e lançaram um split, em CD e LP, em conjunto com a banda alemã KILLBITE, o “Suas Torres Douradas Entrarão em Colapso”, com 6 faixas cada banda, que depois veio ao Brasil com ajuda do OdioSocial para conhecer terras tropicais, num intercâmbio bacana entre as bandas.

Firmes por aqui, foi a hora de começar a preparar o novo trabalho que já vinha sendo pensado e foi aí que capricharam e criaram este “Levante” que chega agora, depois de muita correria dos meninos para viabilizar a empreitada. Idealizado pela RedStar Recordings, para sair no capricho que saiu, contaram com o apoio de inúmeros amigos e selos, a saber: Mente Destruida (México), Break the Silence Records (Alemanha), Exílio Records, Resistência Antifashion, Produções Marginais, Lixo Discos, Manaós Distro, Resista! e Anos 80 Rock Wear.

O disco é pau puro, punk rock hardcore maduro, bem feito e bem gravado, trazendo a realidade das ruas, com críticas sociais presentes desde o início da banda. E ainda sobra espaço para meter o dedo na cara dos “atrasa-lado” que sempre existiram e parece que nunca sumirão, na ótima faixa “Falsidade”.

É isso, os moleques cresceram, a estrada fez bem, o discurso continua atual, a guitarra do Leandro cada vez mais cortante, sobre a cama bem feita pelo baixão do Fábio e a bateria monstruosa que o menino Douglas anda batendo cada vez mais forte. Longa vida ao OdioSocial.
Cotação: 

Nenhum comentário: