Header Ads

Lollapalooza Brasil: Royal Blood empolga público e faz um dos melhores shows do festival

Mike Kerr e Ben Thatcher levantaram a galera no Lolla [Foto: Camila Cara]
Por Bruno Eduardo

Quem assistiu o Royal Blood no Lollapalooza Brasil, pode dizer que esteve diante de um dos melhores shows deste festival - de rock, com certeza. A recepção do público durante a apresentação da dupla foi algo não visto em nenhuma das outras apresentações do dia, e serviu de constatação para a declaração de Mike Kerr, que disse estar diante do melhor público da vida. A funcionalidade da engenharia sonora apresentada pelos caras ficou exposta na ótima receptividade da galera que lotou o Palco Ônix no final da tarde.  

Ficou evidente que o duo evoluiu bastante desde sua primeira passagem pelo país, no Rock in Rio, em 2015. Hoje eles parecem mais confiantes e encaixados num grande palco. No entanto, é na força sonora de canções cheias de riffs ganchudos como "Where Are You Now" e  "Lights Out", ambas do novo álbum How Did We Get So Dark, lançado no ano passado e que mostra uma banda (?) mais madura na sua proposta de fazer rock. Do mesmo trabalho, veio a primeira a levantar de vez a galera no Lolla: a ótima "I Wanna Lie When I Love You", rockão de peso e refrão grudante, não a toa, escolhida como primeira faixa de divulgação do disco.

É realmente de impressionar, o som que sai do instrumento de Mike Kerr, que transforma o baixo numa espécie de guitarra robusta, com riffs que fariam Tony Iommi se orgulhar. A voz do cara também se encaixa com a proposta e fazem do Royal Blood um grupo que surfa entre o stoner rock e o hard rock. E isso fica comprovado, principalmente, em canções de seu disco de estreia, como "Figure it Out" e a cantada por boa parte do público, "Little Monster". Já o baterista Ben Thatcher é responsável por segurar a onda lá atrás e se vira bem em músicas de estruturas mais complexas, e o exemplo fica em "Out Of The Black", hit do disco de estreia, e que dá ponto final ao show.

Mesmo tendo cinco anos de estrada e essa sendo apenas segunda passagem da dupla inglesa pelo país, o Royal Blood já pode dizer que teve o seu show histórico no Brasil. Mas levando em consideração a catarse que eles provocaram na plateia neste Lolla, uma nova oportunidade para repetir isso não deve demorar muito para acontecer.

Nenhum comentário: