sábado, 23 de setembro de 2017

Rock in Rio 2017: Tears For Fears 'estreia' no Rock in Rio com show saudosista

Tears For Fears estreando no Rock in Rio (Foto: Adriana Vieira)
Por Rafael Rodrigues

O Tears For Fears fez nessa sexta (22), um dos melhores shows do Rock in Rio 2017. Com competência e qualidade, a banda britânica fez uma apresentação enxuta, mas cheia de hits.

Com um público saudoso, que acompanhou o grupo na metade dos anos 80 e década de 90, se deliciando com sucessos como "Everybody Wants to Wule the World" e "Sowing the Seeds of Love", os caras não decepcionaram. Rolan Orzabal e Curt Smith continuam com  suas vozes impecáveis, e a banda que os acompanham também não fica pra trás e é extremamente competente. 

Se você tem mais de 25 anos, é muito provável que na sua casa tenha, pelo menos, um disco do Tears For Fears. O grupo fez muito sucesso nos anos 80 e 90, chegando a tirar Michael Jackson do topo das paradas britânicas na época de 'Thriller'. Não à toa ficaram com o posto de segunda banda mais importante da noite, atrás apenas do Bon Jovi

O setlist teve basicamente sucessos dos três primeiros álbuns da banda, 'The Hurting', 'Songs from a Big Chair' e 'Seeds of Love'. Ainda teve espaço para um cover melancólico de "Creep", do Radiohead, executado por Rolan Orzabal. Mas como nem tudo é perfeito, deixaram de fora um dos grandes sucessos da banda com o público brasileiro, "Woman in Chains" - o que mesmo assim, não foi capaz de tirar o mérito da grande apresentação.

No Palco Mundo deste Rock in Rio 2017, o Tears for Fears mostrou que música boa não envelhece, é atemporal. Certeza que muitos presentes na Cidade do Rock, e também os que assistiram pela TV, foram transportados para vinte, trinta anos atrás, quando os caras dominavam as paradas musicais pelo mundo, e provaram mais uma vez que não foi à toa que chegaram lá.

Cobertura #rockinrio2017
Continue ligado na nossa cobertura oficial Rock in Rio. Curta a nossa fã page no facebook e siga @rockonboard no twitter e instagram e tenha tudo antes.

0 comentários:

Postar um comentário