domingo, 17 de setembro de 2017

Rock in Rio 2017: Sem ressaca pós-Barão, Frejat acerta no repertório e faz bom show

Frejat trouxe riffs de guitarra em bom show no Rock in Rio (Foto: Adriana Vieira)
Por Bruno Eduardo

Em uma noite concentrada no pop midiático de Justin Timberlake e Alicia Keys, ficou a cargo de Frejat, a tarefa de fazer valer o rock no Palco Mundo. Mostrando que não há qualquer sinal de ressaca após deixar o Barão Vermelho, o veterano subiu ao palco acompanhado de bons músicos e fez um show digno do tamanho do festival. 

Entre solos de guitarra e discurso político afiado, Frejat não deixou a bola cair em nenhum momento da boa apresentação. O show foi marcado pelo alto astral e por um repertório muito bem escolhido - onde ele enfim deixou de lado a fase crooner pop de outrora e voltou a se dedicar aos grandes sucessos e parcerias que deram certo. Enfileirando um hit atrás do outro, com exceção de "Tudo se Transforma", faixa inédita e que dá nome a sua nova turnê, Frejat iniciou a apresentação com "Puro Êxtase", e seguiu ao som do riff de "Pense e Dance", sucesso do Barão Vermelho de 1988. A guitarra, com volume extremamente alto, agradou de cara os fãs de rock, que não eram muitos neste domingo.

O show contou com a participação de Lan Lan, percussionista que ficou famosa por acompanhar Cássia Eller, lembrada na versão de "Malandragem" - composição de Cazuza em parceria com o músico. "Ideologia" também apareceu no setlist, e segundo Frejat, foi a primeira vez que ele tocou a canção ao vivo em carreira solo. Ele também tratou de dedicar a letra aos "pilantras que estão no poder". Isso fez gerar o famoso coro de "Fora Temer", que o músico respondeu prontamente: "Já está na hora".

Músicas mais baladas, como "Por Você", "Segredos" e outro clássico do Barão Vermelho, "O Poeta Está Vivo", foram rearranjadas em versões com violão (mas com banda). Destaque também para os vários solos de teclado e para o ótimo baterista Marcelinho da Costa, que acompanharam Frejat no show desta noite. No fim, mais dois hinos da história do rock nacional: "Exagerado" e "Pro Dia Nascer Feliz". 

Cobertura #rockinrio2017
Continue ligado na nossa cobertura oficial Rock in Rio. Curta a nossa fã page no facebook e siga @rockonboard no twitter e instagram e tenha tudo antes.

0 comentários:

Postar um comentário