domingo, 16 de outubro de 2016

Aerosmith satisfaz fãs de todas as idades em show para 45 mil pessoas

Foto: Flavio Moraes
Aos 68 anos de idade, Steven Tyler ainda surpreende pela boa forma
Por Karla Beltrani

Cerca de 45 mil pessoas foram ao Allianz Parque para acompanhar o Aerosmith em sua turnê Rock N’ Roll Rumble. O que se viu foi um show para fãs de todas as idades, com um repertório variado - e que ainda incluiu covers dos Beatles (“Come Together”) e do Fleetwood Mac (“Stop Messin’ Around” - cantada pelo guitarrista Joe Perry). 

O show começou de forma surpreendente com o clássico “Draw The Line”, do álbum homônimo, lançado em 1977, deixando os fãs mais antigos em êxtase. Já Love In An Elevator”, Steven Tyler mostrou que ainda tem fôlego de sobra para ser o mesmo frontman encantador que o mundo conheceu. Ele se joga no chão, pula e gira o seu pedestal enfeitado de lenços coloridos, causando um efeito sensacional. Na seqüência, ele deixa claro que a potência vocal continua em dia ao cantar o mega sucesso "Cryin’" - que contou ainda com um coro de 45 mil pessoas cantando juntas. Por falar nisso, aos 68 anos de idade, Steven continua cativando com a sua voz (hoje um pouco mais grave e rouca), trejeitos e visual exagerado (cheio de pinturas pelo corpo). No entanto, não seria exagero dizer que ele foi bastante econômico na interação com os fãs. Dessa vez, nada de conversas na grade, objetos distribuídos e beijos em fãs em cima do palco, como em 2013. Em contrapartida, o guitarrista Joe Perry aparentou estar um pouco fora de forma, mas é válido lembrar que ele vem se recuperando de um mal súbito que teve durante uma apresentação do Hollywood Vampires, chegando a ficar internado por vários dias.

Foto: Flavio Moraes
Tyler e Perry, uma imagem clássica que ultrapassa décadas
Outra do álbum 'Draw The Line', e bastante esperada pelos fãs "das antigas" foi o clássico “King & Queens”, que emocionou a galera mais veterana. “Dude (looks like a lady)” agitou o público, e o tema do filme Armagedon (“I Don’t Wanna Miss a Thing”) fez o estádio brilhar com muitas luzes de celulares. E o que dizer da música que impulsionou a carreira do grupo nos anos oitenta? “Walk This Way” foi um dos pontos altos da noite, e botou a galera para dançar. De repente as luzes do palco se apagaram e o vocalista Steven Tyler saiu de cena, para assim surgir um piano de calda branco. Tyler ressurge tocando uma das canções mais esperadas da noite: “Dream On”, lançada há mais de quarenta anos pelo grupo e que ainda emociona nos shows. Isso sem contar a introdução de arrepiar, onde surgiram “Mia” e "You See me Crying", a música contou mais uma vez com as luzes dos celulares por todas as partes do estádio, onde o coro de vozes se misturava aos gritos a pleno peito de Steven Tyler: “Dream On... Dream On... Dream On...”

O final da apresentação veio ao som do hino atemporal "Sweet Emotion", que fechou a noite com chave de ouro. O show teve alguns pequenos deslizes - como nas execuções das músicas "Crazy", "Love In An Elevator" e "Livin' On The Edge", o que pode ser considerado normal para um início de turnê. Ou seja, nada a ponto de comprometer um show com tantos clássicos e interpretados por uma banda com mais de 46 anos de estrada. 

Para os fãs, o que ficou mesmo após a apresentação foi a velha sensação de quero mais, do sentimento de saudade que bate logo após o último acorde. Mas para nossa felicidade, não vai demorar muito para a banda voltar, já que o Rock in Rio é logo ali em 2017. Por falar nisso, ao contrário do que alguns tabloides cantam por aí, em nenhum momento foi sentido algum clima de despedida ou de última turnê. Ainda bem!

Setlist

1. "Draw the Line"
2. "Love in an Elevator"
3. "Cryin'"
4. "Eat the Rich"
5. "Crazy"
6. "Kings and Queens"
7. "Livin' on the Edge"
8. "Rats in the Cellar"
9. "Dude (Looks Like a Lady)"
10. "Monkey on My Back"
11. "Pink"
12. "Rag Doll"
13. "Stop Messin' Around"
14. "Chip Away the Stone"
15. "I Don't Want to Miss a Thing"
16. "Come Together"
17. "Walk This Way"
18. "Dream On" (intro de "Mia" e "You See me Crying")
19. "Sweet Emotion"

0 comentários:

Postar um comentário