terça-feira, 12 de abril de 2016

Discos: Nada Surf (You Know Who You Are)

Foto: Nada Surf (Divulgação)
Nada Surf acerta em cheio em seu novo e divertido trabalho
NADA SURF
You Know Who You Are
Barsuk; 2016
Por Luciano Cirne




Uma das maiores injustiças do mundo do rock é o fato de os nova iorquinos do Nada Surf não terem o reconhecimento e o sucesso que mereciam, ficando marcados como "one hit wonders" e restritos a uma turma mais antenada. Matthew Caws (guitarra), Daniel Lorca (baixo) e Ira Elliot (bateria) causaram algum murmurinho quando lançaram seu disco de estreia "High / Low" há exatos vinte anos graças ao hit "Popular", mas depois disso, nada nem sequer chegou perto das paradas. Contudo, alheios a tudo isso, continuaram lançando excelentes discos e felizes com o reconhecimento no meio alternativo. Agora, após um hiato de 4 anos (descontado o CD de B-sides e raridades lançado em 2014), retornam com o oitavo disco de inéditas da carreira, "You Know Who You Are".

Malandramente, eles não mudaram em nada sua fórmula e mantiveram-se na zona de conforto. Talvez a única mudança perceptível é a de que "You Know..." é bem menos ousado que seus discos anteriores, apostando numa sonoridade bem mais relax e alto astral, quase como se fosse um irmão mais novo do Pavement (até porque eu  não acredito que uma das músicas tenha o título de "Gold Sounds" - um dos maiores sucessos do Pavement - por simples coincidência). 

Ok, temos uma surpresa ou outra, como os arranjos com metais em "Out of the Dark" e as guitarras mais encorpadas devido a entrada do guitarrista Doug Gillard (ex- Guided By Voices), que em faixas como "New Bird" ou na canção que dá título ao trabalho (por sinal, as duas melhores do disco) expande a dinâmica das músicas, dando uma bela amostra do que pode vir daqui em diante, mas no geral o que temos é o Nada Surf fazendo o que sabe fazer de melhor: Canções alegres e ensolaradas, perfeito acompanhamento para uma tarde na praia com os amigos. Também deve-se destacar que duas faixas foram compostas pelo vocalista do Semisonic Dan Wilson, "Rushing" e "Victory's Yours", talvez as de maior acento pop. O único senão é que uma ou outra faixa, caso de "Friend Hospital" soam completamente deslocadas, talvez servindo melhor como b-side em algum single, mas mesmo assim, nada que tire o brilho do trabalho como um todo.

Os anos passam e impressiona ver como o Nada Surf, mesmo após tanto tempo de estrada, consegue soar sempre fresco e jovial. Ainda que não seja tão bom quanto "Let Go" ou "Weight is a Gift" (essas as grades pérolas de sua discografia), é muito agradável de escutar e  mais uma vez nos dá uma amostra do incontestável talento de Matthew Caws para compor power pops simples e eficientes que grudam no ouvido, além de provar que eles ainda têm muita lenha para queimar. Despretensioso e divertido, como o rock deve ser!

0 comentários:

Postar um comentário